segunda-feira, 24 de agosto de 2009

cotidiano

SEXTA
“não estamos alegres, é certo, mas porque razão haveríamos de ficar tristes?” indagava Vladimir Maiakovski e eu até hoje não sei responder.

SEMANA PASSADA?
“Cada aeroporto é um nome num papel
Um novo rosto atrás do mesmo véu
(...)
Não há promessas
É só um novo lugar
(...)
Viver é bom nas curvas da estrada...
Solidão que nada...
Viver é bom
Partida e chegada
Solidão que nada...”

QUARTA E QUINTA?
“Não sou escravo de ninguém
Ninguém senhor do meu domínio
Sei o que devo defender
Por valor eu temo o que agora se desfaz
(...)
Não me entrego sem lutar: tenho ainda coração
Não aprendi a me render
Que caia o inimigo então

2 comentários:

Mythus disse...

É a trilha sonora do teu filme? Gostei, gostei. "Vamos fazer um filme"!

Eu sou minha disse...

Só que metal contra as nuvens foi uma conexão intergalática, porque tu, sheylla e eu estavámos ouvindo a mesma música no mesmo momento!